Condomínios devem reforçar atenção para prevenir acidentes

AcidenteDeTrabalhoDados do Ministério do Trabalho e Previdência Social mostram que os acidentes de trabalho matam em média 53 pessoas por semana no Brasil, o que coloca o país em quarto lugar no mundo nesse aspecto, segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT). O setor de Construção Civil, que inclui trabalhadores em condomínios, é um dos líderes das estatísticas.

Diante dos números, os síndicos devem dar atenção total ao assunto. Especialistas recomendam que seja sempre mantido um bom ambiente de trabalho para os funcionários. Em entrevista recente à Revista Síndico, o advogado Rodrigo Oliveira alerta para a possibilidade de o síndico ser responsabilizado em caso de acidente.

“Realmente, o mau estado de conservação do ambiente de trabalho e do condomínio como um todo ou uma vistoria vencida pode agravar a situação em relação à culpabilidade do condomínio, caso aconteça um acidente”, diz o advogado.

No caso de serviços prestados pontualmente por empresas terceirizadas, o síndico deve checar previamente se a empresa atende a todas as normas de segurança estabelecidas pelo Ministério do Trabalho.

Como evitar os acidentes

Antes de pensar em como reagir aos acidentes, é mais importante evitá-los, estando sempre de olho nos prazos das vistorias, na sinalização do condomínio, nos prazos de trocas dos extintores e outros aspectos ligados, principalmente, à segurança.

“Não existe vistoria mais importante que outra. Naturalmente, os locais em que os funcionários mais frequentam, como escadas, portaria, escada de acesso ao terraço, a parte elétrica são os mais vulneráveis. Esses pontos com mais probabilidade devem ser sempre bem observados para que se evite ou minimize os riscos”, afirma Rodrigo Oliveira.

Segundo o advogado, é muito importante também não exigir dos empregados, sejam do condomínio, terceirizados ou prestadores pontuais de serviço, que façam algo que vá além das suas obrigações.

Professor da UniSecovi Rio, técnico de Segurança do Trabalho e gestor ambiental, José Pedro de Assis Junior diz que é de suma importância ter uma equipe bem treinada com cursos, seminários, capacitação CIPA e outros procedimentos obrigatórios da categoria.

“Os principais cursos nos quais um condomínio necessita estar atento estão voltados para atividades em altura, trabalhos realizados em espaços confinados como cisternas e caixas d’água, bem como aqueles indicados para trabalhadores que atuam com eletricidade. Além disso, a adoção de uma rotina diária ou periódica de verificação das questões de segurança é algo necessário”, recomenda José Junior.

Treinamento

De 12 a 16 de setembro, das 18 às 21h, o Secovi Rio vai oferecer o curso “CIPA – Prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho”. Informações: 2272-8000 ou secovirio.com.br.

Share Button