Outono: a fruta certa, na hora certa

Além de terem preços mais em conta, frutas da estação podem fornecer mais nutrientes e, consequentemente, proporcionar melhores benefícios à saúde que aquelas ingeridas fora de época. Além disso, o cultivo na hora certa, ou seja, nas condições climáticas ideais , pode dispensar o uso de aditivos químicos. Veja cinco opções típicas do outono.

Abacate
Abacate

O fruto é fonte de gordura monoinsaturada, a mesma encontrada no azeite. Também contém zinco, selênio e vitamina E, que combate radicais livres. O maior destaque é a presença do antioxidante glutatinona. O consumo deve ser moderado, pois 100g de abacate têm 160 calorias.

Tangerina
Tangerina2

 

Rica em vitamina C, também no bagaço uma excelente fonte de fibras. A fruta ainda é rica em caroteno, recursos da vitamina A. O consumo de 100g corresponde a 53 calorias.

Coco
Coco

Fonte de gordura monoinsaturada, que não se acumula no organismo e é responsável pelo sucesso do óleo de coco.Outros nutrientes importantes são potássio e magnésio. Uma porção de 100g oferece 354 calorias.

Maracujá
Maracuja

Além de ser fonte de vitamina C, o maracujá apresenta grande quantidade de fibras em sua casca. O problema é que ela geralmente é desprezada no consumo in natura ou como suco. Para aproveitá-la, ela pode ser separada até ficar bem seca. Depois, basta moê-la. Os pedacinhos podem ser usados nas refeições. Issa causará um aumento na sensação de saciedade. Substâncias presentes na fruta também têm efeito calmante. Cada 100g correspondem a 68 calorias.

Goiaba
Goiaba

A cor avermelhada se deve ao alto teor de licopeno, nutriente também comum no tomate. A substância tem alto poder antioxidante, sendo destaque quando se fala em prevenção do câncer de próstata.  Prefira comer a fruta com a casca, que contém pectina, fibra que promove a saciedade, diminuindo os picos de insulina no sangue, fazendo com que a glicose seja absorvida mais lentamente.

Share Button