Pestalozzi Niterói quer doações para melhorias e ampliação de serviços

Em Pendotiba, todo mundo mora antes ou depois da Pestalozzi. A Associação que educa e trata pessoas com deficiência, há 67 anos é referência em Niterói. Apesar das dificuldades que instituições beneficentes costumam passar no Brasil, a unidade niteroiense jamais parou de funcionar, mas também nunca deixou de precisar de ajuda.

Foto Pestalozzi 1Boa parte do que a Pestalozzi realiza é custeado por recursos governamentais, que servem para manter a gratuidade da escola para 150 alunos, de todos os tratamentos e da distribuição de próteses e órteses produzidas na própria instituição. Mas é preciso mais do que é destinado mensalmente à Associação para que possam ser feitos investimentos em manutenção e aumento da oferta de serviços.

Os empresários e a população contribuem, mas ainda não o suficiente para que a Pestalozzi possa respirar a plenos pulmões. A instituição mantem um call center para cadastrar contribuintes que queiram incluir um valor a ser debitado na conta de luz destinado à Pestalozzi. Nesse caso, a concessionária repassa a doação. Já a imobiliária Grupo Imóveis divulga no boleto de pagamento do aluguel distribuído aos locatários informações sobre a Associação e o número da conta para quem quiser doar.

A Pestalozzi mantém a conta corrente 01441-0 na agência 8115 do Banco Itaú para receber as doações, que também podem ser feitas diretamente, via pessoa física.

IMG_1766
Pietro Accetta e Jussara Freitas nas dependências da Pestalozzi Niterói

“Doar não é um hábito das pessoas em geral. Elas não se sentem estimuladas”, afirma o médico Pietro Accetta, vice-presidente da Associação Pestalozzi de Niterói. “Por isso, estabelecemos essas parcerias com empresas, visando facilitar o processo de doação e divulgar melhor nossa campanha”.

De volta às origens

A Pestalozzi Niterói ocupa hoje um terreno de 60 mil metros quadrados, com quase metade de área construída. Durante 26 anos, a instituição manteve uma faculdade que foi referência no mercado, mas que encerrou suas atividades em 2013. Para a coordenadora técnica da Associação, a pedagoga Jussara da Silva Freitas, o fim do curso de graduação fez com que algumas pessoas achassem que a instituição inteira havia fechado as portas.

“Com o fim da faculdade, a Pestalozzi continuou sendo o que era originalmente, e a vida continua”, explica Jussara. “Há cerca de 3 anos, nos habilitamos junto ao Ministerio da Saúde como Centro Especializado de Reabilitação (CER 2). Só há três instituições desse nível em Niterói”.

Conheça a Pestalozzi

PEstalozzi inteiraA Associação Pestalozzi de Niterói foi fundada em 3 de dezembro de 1948, e compõe a Federação Nacional das Associações Pestalozzi (Fenapestalozzi), com 90 anos de existência. A primeira unidade no Brasil foi fundada em Ibirité (MG) pela educadora Helena Antipoff, discípula do suíço Johann Pestalozzi, que criou seu próprio método de ensino no início do século 19.

Sempre voltada para o atendimento da pessoa com deficiência, a Pestalozzi é uma instituição privada sem fins lucrativos, considerada de utilidade pública em todas as esferas: municipal, estadual e federal. Todos os profissionais da instituição são remunerados. Apenas os cargos de diretoria não recebem remuneração.

Os atendimentos são prestados nas área de saúde, assistência social, educação e reabilitação para pessoas com deficiência física e intelectual. São atendidos desde bebês até pessoas da terceira idade em programas específicos para a reabilitação e socialização da pessoa com deficiência.

A Oficina de Órtese e Prótese produz e distribui cadeiras de rodas, andadores, muletas, pernas mecânicas e produtos que facilitam a independência e atividades de pessoas com dificuldade de locomoção, atendendo moradores de 55 municípios fluminenses, inclusive Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Maricá e Rio Bonito.

A escola especializada para a educação de crianças com deficiência intelectual oferece ensino seriado fundamental a todas elas. Também faz parte de sua área educacional Programas de Atendimento a Crianças e Jovens Psicóticos e Autistas, Programas de Profissionalização e de Vida Independente. Atualmente, mais de 150 crianças estudam na escola especializada da Pestalozzi de Niterói, de forma totalmente gratuita.

A instituição também oferece atendimento a bebês com síndromes e problemas de desenvolvimento infantil e oferece vagas em seu Centro de Estimulação Precoce a crianças com diferentes síndromes, inclusive microcefalia, provocada pelo vírus da zika.

Fale com a Pestalozzi

Endereço: Estrada Caetano Monteiro, 857, Badu, Pendotiba – Niterói/RJ

Horário de funcionamento: De segunda a sexta-feira, de 9h às 17 horas

Telefone: (21) 2199-4400

E-mail: pestalozzi@pestalozzi.org.br

Facebook: https://www.facebook.com/pestalozziniteroi/

Doações

Banco: Itaú

Agência: 8115

Conta-corrente: 01441-0

Share Button