Plantas dentro de casa: cada cômodo tem a sua

Cultivar plantas em casa, por si só, é uma atitude saudável e agradável. Melhor ainda, se cada cômodo receber o tipo ideal, de acordo com suas características e necessidades. Veja, a seguir, recomendações sobre quais tipos cultivar na sala, quarto, banheiro, varanda e cozinha.

Na sala: Jiboia
jiboia
A jiboia é muito fácil de se cultivar. Não precisa de muita luz e a rega pode ser esparsa. Se pendurada no teto, próxima à janela, acentua a percepção da altura da sala. A planta pode chegar a até três metros de comprimento. O principal cuidado é com a terra, que precisa estar sempre úmida.

No quarto: Jasmim
Jasmin
O prefume do jasmim facilita um sono calmo e profundo, além de diminuir a sensação de ansiedade que poderia levar à insônia. Um estudo da Wheeling Jesuit University, nos EUA, mostra que pessoas em contato com o aroma da planta se mexem menos enquanto dormem. Um ambiente úmido e fresco é o mais adequado para o cultivo.

No banheiro: Imbé
ImbéAromatizantes artificiais podem ser tóxicos e causar mal estar. Ao invés disso, uma planta como o imbé neutraliza odores, remove toxinas e adiciona oxigênio ao ar. Para o bom desenvolvimento, basta uma área úmida e com luz indireta. É preciso, apenas, ter cuidado para não ingerí-la, pois há riscos à saúde. Ou seja: é necessário atenção com crianças e animais.

Na varanda: Aloe
Aloe
Plantas do gênero aloe produzem babosa, substância que atua como auxiliar em casos de queimaduras, cortes e arranhões. Para o cultivo, é preciso haver luz solar direta, daí a sugestão de serem plantadas em marquises e varandas. A terra precisa estar sempre úmida.

Na cozinha: Violetas
Violeta
Além de adicionar mais cor, beleza e aconchego à cozinha, as violetas mantém o oxigênio sempre renovado. A planta praticamente não precisa de luz solar e resiste bem ao calor.

Share Button