Síndico deve ser remunerado?

IMG_2044O síndico deve ou não ser remunerado? A decisão a respeito deve ser tomada em assembleia, por  maioria dos condôminos, desde que atingido o quórum legal na reunião. Via de regra, quando há a remuneração, o ganho é representado pela isenção da taxa condominial, mas pode haver o pagamento de um pro labore diferenciado, se assim for definido.

“Em virtude do volume de trabalho existente na administração de um condomínio, hoje é comum os síndicos receberem uma contrapartida, na maioria dos casos, representada pela isenção total da cota condominial ordinária”, explica o gerente do setor de Condomínios do Grupo Imóveis Assessoria Imobiliária, Luiz Figueredo. “Para estabelecer essa regra, não é necessário que isso esteja previsto em convenção. Basta a decisão ser tomada na reunião dos condôminos”.

Mesmo com a previsão de remuneração, tem diminuído a quantidade de moradores ou proprietários interessados em ocupar o posto de síndico, a legislação vigente prevê a possibilidade de se contratar um profissional de fora, mas a prática ainda é pouco comum.

“Para ser síndico, é preciso ter vocação, ser bom mediador, conciliador e saber lidar com as pessoas. É fundamental ter comprometimento, e não exercer apenas uma função figurativa”, ressalta Figueredo, que também é síndico do prédio onde mora. “Hoje em dia, poucas pessoas demonstram interesse em atuar como síndicos, talvez por causa da escassez de tempo livre e das dificuldades geradas por eventuais conflitos e responsabilidades”.

O gerente do Grupo Imóveis ressalta que, se o condomínio contar com o apoio de uma boa empresa administradora, o trabalho do síndico torna-se bem mais fácil.

“A empresa administradora não pode interferir na administração interna do condomínio. Ações como o controle dos funcionários, limpeza e gastos em geral são realizadas e decididas pelo síndico. É ele quem tem o conhecimento suficiente para saber de que forma o prédio ou conjunto de residências deve ser administrado”, enfatiza Figueredo. “O que a empresa administradora faz é cuidar de toda a parte burocrática, jurídica, contábil e dar suporte e orientação em caso de necessidade. Com o apoio da administradora, é muito difícil um síndico cometer erros”.

O Grupo Imóveis é líder de mercado em Niterói e Região. Com 45 anos de fundação, a empresa é especializada em administração condominial, locação de imóveis e seguros.

Share Button